segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Novo modelo de gestão do aeroporto iniciado em 2012.

Em 2012, as viagens e os negócios em Campos correrão em maior velocidade e a cidade pode ganhar também mais um grande centro de compras com a entrada em operação do novo modelo de gestão do Aeroporto Bartolomeu Lisandro, que passará ao controle da Prefeitura de Campos e depois será administrado pela iniciativa privada. Tão logo a prefeita Rosinha Garotinho receba a autorização oficial de Brasília para controlar o aeroporto, abrirá um edital de concorrência para que empresas particulares especializadas nesta área apresentem suas propostas para gerir o terminal.

Há duas semanas, o deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) manteve
uma audiência com o ministro da Secretaria Nacional de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, onde ficaram acertados os últimos detalhes para a assinatura do convênio entre o município e a Infraero.

A idéia é transformá-lo também num importante terminal de cargas da região, que servirá de apoio logístico para os complexos do Açu e do Farol/Barra do Furado. “E com certeza, vai gerar mais empregos e mais arrecadação para o município. Está tudo certo, agora só faltam algumas formalidades jurídicas para o aeroporto passar para o município de Campos”, frisou Garotinho.

Para a prefeita, a revitalização do aeroporto é fundamental para a recuperação da logística de Campos, no contexto atual de expansão da economia. “Desde o início de meu mandato, tenho mantido contato com o governo federal para a revitalização do aeroporto, tendo encontros com o ministro Nelson Jobim (da Aeronáutica) no governo Lula e também trouxemos a Campos o presidente da Infraero, o tenente-brigadeiro Cleonilson Nicácio. Com a ajuda do Garotinho, conseguimos avançar mais ainda este ano, com novos encontros em Brasília”, declarou Rosinha.

Estrutura contará com serviços, agências de turismo e vai gerar centenas de empregos

Além dos novos funcionários das empresas aéreas que irão operar no próprio aeroporto, a base aérea contará com novos estabelecimentos como bares, cafés, lanchonetes, restaurantes, churrascarias, lojas de conveniência, locadoras, bancas de jornal, agências de turismo, pontos de taxis e agências bancárias, com a previsão de geração de centenas de empregos diretos.
“O aeroporto possui capacidade para receber nas atuais condições 60 mil passageiros ano. No entanto, no ano passado, só atendeu a pouco mais de 10 mil passageiros, menos de 20% de sua capacidade operacional, apesar de ser um aeroporto com privilégios tributários, já que conta com terminal de cargas alfandegário. A constatação evidente é que o aeroporto está com seu potencial subaproveitado. Logo iremos mudar essa história”, disse o deputado.

Os números sobre a arrecadação do aeroporto e os custos de manutenção da Infraero para mantê-lo refletem a condição deficitária e de subutilização do aeroporto. Os números fechados de 2009 (últimos disponíveis) apontam que a Infraero arrecadou cerca de R$ 1, 3 milhão e, para manter o Bartolomeu Lisandro em funcionamento, a empresa estatal gastou R$ 7,4 milhões, o que totaliza um prejuízo de mais de R$ 6 milhões anuais. “Agora acho que a coisa vai. Senti firmeza no novo ministro, é um executivo que vem do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). Vamos então trabalhar para a utilização do aeroporto com ele merece e o atual estágio de desenvolvimento de Campos exige”, declarou o deputado federal Anthony Garotinho.

Significativo crescimento nas atividades, mas apenas uma empresa opera na unidade

Apesar do seu subaproveitamento, os números do aeroporto crescem em movimentação. Este número se refere ao ano de 2008, foram 5.908 passageiros passaram pelo seu terminal. Em 2009 o movimento subiu para 7.446. Já em 2010, foram registrados 10.004 passageiros, segundo o site da Infraero.

Com relação a este ano, houve significativo crescimento em relação ao ano passado. De janeiro a outubro, houve 5.107 pousos e decolagens, com 13.541 passageiros. No mesmo período do ano passado, foram 4.329 pousos e decolagens para 8.221 passageiros que utilizaram o terminal, segundo informações do blog do Aeroporto de Campos.

Atualmente, apenas uma empresa, a Trip, opera no Aeroporto de Campos em vôos para o Rio com escala em Macaé. Os vôos ocorrem de segunda a sexta-feira, em horários inadequados, segundo usuários campistas e os que vêm a Campos a negócios. Outro dado inconveniente é a ausência de vôos nos finais de semana. Com a municipalização e a entrega do aeroporto à iniciativa privada, a previsão é de que haja uma salutar concorrência e outras empresas disputem este mercado na rota entre Campos e Rio, além de outras cidades.

Por: Jornal O Diário - Paulo Renato Pinto Porto

5 comentários:

Aeroporto Bartolomeu Lisandro disse...

Primeiramente gostaria de parabenizar à Prefeita Rosinha e os Dep. Federais Garotinho e Feijó, pelo empenho em ampliar e transformar o aeroporto de Campos, que tenho certeza, será um dos maiores do país!

Gostaria, porém, de fazer duas correções na matéria:

1° O aeroporto conta com 02 vôos nos fins de semana. São os vôos da TRIP 5304 (aos sábados, decolando para o Rio as 08:25) e o TRIP 5305 (aos domingos, chegando a Campos as 20:55).
2° Operam no aeroporto 02 empresas, a TRIP, como foi dito e também a TEAM, esta operando de segunda a sexta.

Esperamos que já no início de 2012, grandes obras sejam executadas, a fim de transformar nosso Aeroporto num dos maiores e melhores do Brasil.

Abraços

Matheus Mota disse...

Olá, ótimo blog vocês criaram, bom espero que sigam o meu novo blog.

Abração!

Matheus Mota disse...

Opa, ótimo blog, meus parabéns!. Vamos se tornar blog parceiros? Eu já publiquei o seu !

Abração!

Aeroporto Bartolomeu Lisandro disse...

Olá Matheus seja bem vindo!
Qual é o endereço de seu Blog para podermos ser parceiros?
Abraços
Feliz 2012

José Antônio disse...

Parabéns ao aeroporto e queria saber quando ira abrir alguma vaga pra jovem aprendiz no aeroporto no aguardo..